Sobre sexo casual

Ela trouxe uma amiga pra conhecer nosso apê. Disse pra eu levar algo pra bebermos, e eu perguntei o quê. Ela disse que confiava no meu bom gosto.

Oi, tudo bem. Eu sou o famoso blablablá, e você? Sim, ela fala muito de você. Pra falar a verdade, acho que – pelo que ela conversa contigo – você deve saber mais sobre minha vida sexual do que eu próprio. Não, não. Ultimamente minha vida sexual tá só com ela mesmo. Você acha disperdício? Peraí, o que ela vai pensar de você chupando meu pau?

Ela não achou nada, ou pelo menos não disse. Voltou da cozinha com três taças de vinho, olhou pra nós com cara meio assustada e meio safada. Sentou-se, e tomou um gole antes de me oferecer a taça. Aí ela deve ter achado minha expressão engraçada, porque riu de mim. Não riu pra mim. Aliás, as duas riram de mim: ela com o vinho na mão, e a amiga com meu pau na mão.

Anúncios